Agora

Ouvinte

05:01 - 23:00

Notícia

Extensionistas se reúnem para tratar da implantação de projeto de proteção de nascentes

Extensionistas se reúnem para tratar da implantação de projeto de proteção de nascentes
Extensionistas se reúnem para tratar da implantação de projeto de proteção de nascentes

Uma reunião de nivelamento e capacitação para implantação do Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social na Conservação de Nascentes em propriedades rurais na região da Sicredi Serrana reuniu extensionistas da Emater/RS-Ascar das regiões de Caxias do Sul e Lajeado, dos 23 municípios envolvidos, na tarde de segunda-feira (25/10), em Bento Gonçalves. O projeto é uma parceria da Emater/RS-Ascar e Sicredi Serrana. Os gerentes regionais da Emater/RS-Ascar de Caxias do Sul e Lajeado, Sandra Dalmina e Marcelo Brandoli, respectivamente, e o presidente da Sicredi Serrana, Marcos Balbinot, além de colaboradores, também estiveram presentes.

O projeto visa contribuir, mediante ações de Aters, para a conservação dos recursos hídricos e ambientais, através da implantação de sistemas de captação da água de nascentes e a restauração de suas áreas de preservação permanentes (APPs) em propriedades rurais da região de abrangência da Sicredi Serrana. Até dezembro deste ano, serão selecionadas as 23 propriedades que serão unidades de referência técnica e realizadas visitas técnicas e a elaboração dos diagnósticos socioambientais. Além destas, ao longo do desenvolvimento do projeto, outras 115 propriedades de agricultores familiares ou comunidades e povos tradicionais que sejam associados da Sicredi serão contempladas, totalizando 138. O projeto terá duração de três anos e compreende, entre outras ações, visitas técnicas, realização de análises de água (antes e depois das intervenções), elaboração de projetos técnicos, implantação dos sistemas de captação e distribuição de água, regularização do uso dos recursos naturais, restauração das APPs, e certificação agroflorestal quando o beneficiário tiver interesse em manejar as áreas de APPs restauradas. 

Durante a reunião, os coordenadores apresentaram o projeto e esclareceram que esse trabalho é uma intervenção em área de APP que possui amparo legal na legislação do Novo Código Florestal e em Resoluções do Consema que dispõem sobre o tema, sendo considerada, pelas leis vigentes, atividade de baixo impacto ambiental e proteção sanitária. A intervenção ocorrerá em nascentes de encostas situadas em unidades de referência que tiverem o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e adesão ao Programa de Regularização Ambiental (PRA), podendo se beneficiar da regra transitória de 15m para recomposição no entorno da nascente. Eles explicaram ainda sobre a necessidade ou dispensa de outorga de uso da água, usos e ocupações no entorno dos recursos hídricos e como fazer a recomposição do entorno da nascente e trabalhar as boas práticas de conservação do solo e produção de água. Também foi detalhado o roteiro técnico de implantação do sistema de captação de água da nascente, que compreende desde a identificação da nascente até a construção da proteção e a desinfecção desta proteção e da caixa d’água.

Os materiais necessários para a implantação dos sistemas serão custeados em 70% pela Sicredi Serrana, com contrapartida dos agricultores nos 30% restantes e na mão de obra. Através de convênio da Sicredi Serrana com o Sebrae para uso do Bônus Metrologia, haverá subsídio de 60% dos custos das análises de água realizados pela UCS. Dos 40% restantes, a Sicredi vai custear 70% e o produtor 30%. Na ocasião, os extensionistas também receberam orientações para a coleta da água para análise. A ação beneficia as famílias com o acesso a água de qualidade e em quantidade e a recuperação e preservação dos recursos naturais em áreas de preservação permanente, contribuindo assim para a sustentabilidade hídrica das propriedades e do ambiente como um todo.

Fonte(s): Emater/RS-Ascar

Comentários

Últimas notícias

25 Nov
Estadual
IPVA deve ficar quase 23% mais caro em 2022 devido a valorização dos veículos

As alíquotas são as mesmas dos últimos anos, mas com a super valorização dos veículos (tabela Fipe), o valor teve aumento.

25 Nov
Estadual
Motorista faz conversão, atropela e não percebe vítima presa no caminhão em Palmeira das M

Vítima foi a óbito no Hospital

25 Nov
Estadual
Mensalidades de escolas particulares do RS devem ficar, em média, 9,8% mais caras

Mensalidades de escolas particulares do RS devem ficar, em média, 9,8% mais caras

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.