Notícia

Polícia faz busca por músicas inéditas de Renato Russo no Rio

A denúncia foi feita por Giuliano Manfredi, filho do cantor
Polícia faz busca por músicas inéditas de Renato Russo no Rio
Rafael A

A Polícia Civil cumpre hoje (26) mandado de busca e apreensão em um estúdio do Rio de Janeiro, para procurar músicas inéditas do cantor e compositor Renato Russo. A busca foi provocada por uma denúncia do filho do artista, que acusa o estúdio de ocultar músicas que teriam sido gravadas por seu pai, em seus últimos anos de vida.

Giuliano Manfredini, filho de Renato, é o detentor dos direitos autorais da obra do pai, músico que fez sucesso nos anos 80 como vocalista da banda Legião Urbana, na década de 90, e gravou dois discos solo: The Stonewal Celebration Concert (1994) e Equilíbrio Distante (1995). Ele morreu em 1996, mas deixou algumas músicas gravadas, que foram aproveitadas pela gravadora para lançar o álbum póstumo O Último Solo, em 1997.

Em 2000, foi lançada uma coletânea com sua obra solo e mais duas músicas inéditas: as regravações de A Carta, de Erasmo Carlos, e A Cruz e a Espada, de Paulo Ricardo.

Segundo a Polícia Civil, o filho acredita, no entanto, que o pai teria gravado ainda mais músicas. A Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial então abriu uma investigação para descobrir se o proprietário do estúdio de gravação usado por Renato Russo estaria ocultando essas canções inéditas.

Fonte(s): Agência Brasil / Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Comentários

Últimas notícias

25 Nov
Entretenimento
IPVA deve ficar quase 23% mais caro em 2022 devido a valorização dos veículos

As alíquotas são as mesmas dos últimos anos, mas com a super valorização dos veículos (tabela Fipe), o valor teve aumento.

25 Nov
Entretenimento
Motorista faz conversão, atropela e não percebe vítima presa no caminhão em Palmeira das M

Vítima foi a óbito no Hospital

25 Nov
Entretenimento
Mensalidades de escolas particulares do RS devem ficar, em média, 9,8% mais caras

Mensalidades de escolas particulares do RS devem ficar, em média, 9,8% mais caras

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.